Fale conosco pelo WhatsApp

Cirurgia de cifose

Fotos de cirurgias reais, originais de autoria do Dr. Barsotti.

Entenda o que é a cifose e quando é necessário fazer uma cirurgia para combater esse tipo de problema.

A cirurgia de cifose pode ser uma solução médica indicada para pacientes que apresentam uma curvatura com ângulos superiores a 75 centímetros. Mas para entender em que situações é necessária uma intervenção cirúrgica, é preciso primeiro compreender do que se trata a cifose.

Essa expressão significa uma curvatura natural que é localizada na região superior da coluna vertebral e é responsável por provocar um arredondamento dessa área das costas. Na grande maioria dos casos, essa curvatura não apresenta problemas e não necessita de um tratamento. Em casos mais críticos, a cirurgia de cifose é útil para preservar pacientes da nomenclatura “corcunda”, nome popular dado a essa situação.

Causas da cifose

Quadros mais leves de hipercifose não tendem a necessitar de uma cirurgia de cifose, uma vez que não costumam apresentar sintomas – além de um desconforto estético, em razão da postura encurvada. No entanto, em algumas situações, a condição pode se agravar, provocando sintomas como dor persistente, variação na altura dos ombros, encurtamento de músculos e até mesmo dificuldade visual.

De acordo com as características de cada caso, o médico pode indicar desde tratamentos mais conservadores, até mesmo uma cirurgia de cifose para resolver o problema. No entanto, é fundamental que ao menor sinal de incômodo, o paciente busque pela ajuda de um médico especialista em coluna para entender o próprio diagnóstico.

Compreenda abaixo quais sãos os principais sintomas que indicam que está acontecendo um aumento da cifose:

  • Diferença na altura dos ombros;
  • Cabeça inclinada para frente em comparação ao restante do corpo;
  • Musculatura da parte posterior das pernas encurtada;
  • Dor intensa nas costas;
  • Altura da parte superior das costas parece ser mais alta do que o normal quando o tronco é inclinado para frente.

Quando é necessária a cirurgia de cifose

Existem alguns sinais que o corpo emite que fazem da cirurgia de cifose uma necessidade de primeira ordem. Dentre eles, uma dor persistente que não consegue ser controlada com o uso da medicação prescrita pelo médico. Além disso, dificuldades respiratórias provocadas pela coluna, que comprimem os pulmões e as vias respiratórias.

Eventualmente, pacientes também podem apresentar dificuldade quando os nervos que atravessam a coluna vertebral ficam comprimidos. Também é comum a presença de dormência ou fraqueza nos braços e nas pernas, ou ainda problemas com senso de equilíbrio, e perda de controle da bexiga ou do intestino.

Uma vez observados esses sintomas, o próximo passo é ir até um médico especialista em coluna para que ele decida se será necessária uma cirurgia da cifose. Os fatores, evidentemente, irão variar de acordo com os tipos de problemas relacionados à condição, como a faixa etária do paciente, o que faz do médico especializado um agente absolutamente indispensável.

Como é feita a cirurgia de cifose

Uma das mais conhecidas técnicas para corrigir alterações graves da cifose é chamada de artrodese, que é quando são fixadas duas ou mais vertebras através da formação de pontes entre elas. Assim sendo, o médico insere parafusos, ganchos e outros materiais em pontos estratégicos da coluna lesionada. Em casos comuns em que a cirurgia de cifose é recomendada, a curvatura precisa ser artrodesada.

Tais implantes agem como um tutor, já que através de hastes específicas, conseguem fazer a correção da cifose, bem como sua estabilização. Em outras palavras, eles restabelecem a curvatura convencional da cifose, impedindo que a curva volte a ficar com um tamanho maior.

Durante a cirurgia de cifose, também são utilizados enxertos ósseos para que haja uma maior taxa de fusão – ou seja, de consolidação – entre as vértebras. A utilização da monitorização neurofisiológica intra-operatória é de fundamental importância, pois permite uma correção eficaz e uma observação frequente da função da medula espinhal, bem como dos nervos.

A depender do quadro, o médico cirurgião também pode fazer uso de diversas técnicas para realizar a cirurgia de cifose, optando por distintos materiais de instrumentação cirúrgica. Em grande parte dos casos, aliás, o especialista realiza somente a incisão na região das costas posterior à coluna.

No entanto, em outras situações, incisões laterais ou até anteriores podem se fazer necessárias. Nos dias atuais, existem novas tecnologias e instrumentos cirúrgicos precisos que fazem com que a incisão seja cada vez menor, não sendo preciso, inclusive, mobilização ou coletes no pós-operatório – como era feito antigamente.

O pós-cirúrgico

O tempo da cirurgia de cifose varia a depender dos tipos de procedimento cirúrgico adotados pelo médico. No entanto, na grande parte dos casos, sua duração é média entre três e cinco horas, variando junto à complexidade do caso e os níveis que precisam ser artrodesados. A anestesia costuma ser geral, e a monitoração neurofisiológica é contínua, como forma de garantir uma boa segurança à intervenção cirúrgica.

Já com relação ao pós-operatório da cirurgia de cifose, cada uma necessita de um tempo específico de recuperação. Um dia após a operação, o paciente já consegue se levantar e andar dentro dos corredores do hospital. O tempo de hospitalização varia, em média, entre dois e quatro dias.

Com a alta hospitalar, são precisos alguns cuidados simples com o curativo, até que a pele seja totalmente cicatrizada, tempo que varia entre sete e dez dias. Neste período, alguns pequenos desconfortos na região da cirurgia podem ser combatidos com o uso de medicamentos analgésicos que tenham sido receitados pelo cirurgião responsável.

Em um aspecto geral, os pacientes podem retomar suas atividades cotidianas e laborais depois do período de sete a dez dias também. Já as atividades físicas mais complexas, bem como a prática esportiva, são liberadas entre quatro e seis meses, que é o tempo para a consolidação da artrodese. E até que essa consolidação seja efetiva, é necessário um acompanhamento médico periódico mensal.

É muito importante tirar todas as suas dúvidas relativas à cirurgia de cifose durante uma consulta prévia com o médico de sua escolha. O Dr. Carlos Barsotti possui excelência no tratamento cirúrgico dessa patologia. Em caso de sintomas que estejam atrapalhando a sua saúde e a sua qualidade de vida, nos envie uma mensagem e agende agora mesmo a sua consulta para entender as condições para uma cirurgia ou outro tipo de tratamento.

Fontes:

Manual MSD;

Revista Brasileira de Ortopedia.

AGENDAR CONSULTA

Preencha o formulário e aguarde nosso contato. Se preferir, nos chame pelo: WhatsApp 11 93270-0211 ou
11 2985-0211 .

Ao clicar em enviar os dados, você concorda com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE